O conhecimento é um tesouro, mas a prática é a chave para alcança-lo. (Thomas Fuller)

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Cartas para a nação Seridó

Paulo Bezerra é daqueles seridoenses à moda antiga, que gostam de uma boa prosa e de exaltar as qualidades da região onde nasceu. Médico e escritor, do alto de seus 80 anos, Paulo Balá, como é mais conhecido entre seus pares, corre contra o tempo para registrar as lembranças de um tempo que não volta mais; tempos quando a mula era o principal meio de transporte do sertanejo e todos se conheciam pelo nome. Nesta quarta-feira, às 18h, ele lança nova coleção de cartas compiladas no livro “Cartas dos Sertões do Seridó – 4º livro” (206 páginas, R$ 40). O autor autografa a publicação na livraria Saraiva do Midway Mall.
 “A civilização do Seridó veio na pisada do boi, subindo sertão adentro a partir de Pernambuco, no matulão dos cristão novos vindos da Ibéria”, disse Paulo, explicando as origens da ‘nação’ Seridó. “Lá as cidades são limpas, o povo é diferente. Não se vê sujeito mal-amanhado, podem usar roupa velha mas todas limpinhas. O bioma do Seridó não existe outro igual no mundo”, garante. Sobre saudade, Balá contou que a maior de todas é a falta dos amigos “da mocidade”: “Hoje chego em Acari e não encontro quase ninguém conhecido”, lamenta. De uma família de dez irmãos, é o único vivo. “Essas cartas são a forma que encontrei de imortalizar a memória e as tradições que estão se perdendo com o passar dos anos”, avalia.

Cartas, por Paulo Balá

“De Jumento”: escrevi essa carta para contar como o jumento chegou no sertão, pra que ele serve;

“De velha amizade”: falo de amigos que tinha em Acari;

“De corte de pedra”: mostro como se corta pedra para fazer meio fio, paralelepípedo, uma estátua, um monumento;

“Dos mestres de antigamente”: mestre professor, pedreiro, o mestre de música, os mestres daqueles tempos;

“De burra de sela”: era o transporte antigo do povo, todo camarada que se prezasse tinha uma burra boa de andar que era bem tratada;

Serviço: Lançamento de “Cartas dos Sertões do Seridó – 4º livro” (206 páginas, R$ 40), de Paulo Balá Bezerra. Hoje, às 18h, na Livraria Saraiva do Midway Mall.

Fonte: Tribuna do Norte