O conhecimento é um tesouro, mas a prática é a chave para alcança-lo. (Thomas Fuller)

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Pronatec é a ponte entre a empresa e o trabalhador qualificado, diz Dilma Rousseff

Brasília – O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi apontado hoje (27) pela presidenta Dilma Rousseff, durante a cerimônia de formatura de 2,6 mil alunos do programa, em Belo Horizonte, como a ponte entre o trabalho e o profissional qualificado no país.

“No Brasil, precisamos ter cada vez mais qualificação no trabalho. Nós sabemos que o trabalho não especializado tem um limite. Sobrava trabalhador e faltava trabalhador [especializado]. O Pronatec é como se fosse uma ponte entre a necessidade que as empresas têm de trabalho especializado e o Brasil tem de emprego”, disse.

Dilma Rousseff citou ainda a taxa de desemprego no Brasil como uma das menores no mundo. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada pelo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país registrou 5,6% no índice de desemprego no mês de julho.

“O professor junto com a escola mais o aluno é a equação que resolve o problema de longo prazo do nosso país. O Pronatec é um dos programas estratégicos do governo, o caminho para que os jovens tenham emprego de qualidade. Ninguém aqui com emprego de qualidade vai ficar desprovido na sua vida”, ressaltou.

Durante o discurso, a presidenta voltou a falar que a destinação dos royalties do petróleo para investimentos em educação será fundamental a fim de garantir melhorias na estrutura das unidades de ensino, qualificação e remuneração dos professores.

Dilma Rousseff disse ainda que os recursos do petróleo do pré-sal a serem investidos em educação devem chegar a R$ 112 bilhões em 35 anos. No último dia 19, a presidenta declarou que os mesmos recursos adicionais chegariam ao setor em dez anos.

Na cerimônia, receberam o certificado de conclusão os alunos de 44 cursos, entre eles tecnologia da informação, comunicação em inglês e serviços turísticos de recepção.

Ainda na capital mineira, a presidenta participa da inauguração de uma unidade do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Fonte: Agência Brasil